Traduza os textos do blog para seu idioma. Translate the blogposts to your language.
English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Read 'till you drop

26 de mai de 2010

Ganhei este selinho da Jac, do Se é Grátis Eu Quero!. Sei que já tinha dito que iria postar memes e essas coisas no Fernandices, mas...
...1: O indicado foi o Excentricidades;
...2: Eu ainda não tenho um texto para essa semana, então, pelo menos, atualizo. (Umas semanas com tanto, outras com tão pouco...)



Regras:
Postar o selo no blog;
Oferecer a três blogs e avisá-los
Responder a  três perguntas.






Perguntas:
1º Diga uma coisa que o leitor vai pensar "Hummm... interessante!"
   Hm... Interessante... Eu não tenho nada de interessante que vocês provavelmente não saibam... Ah, tem uma! Eu troquei alguns livros no Skoob com o Lucas e, além da série do Guia do Mochileiro das Galáxias (S2), ganhei um amigo! Achei isso muito massa! Ele é meu primeiro amigo virtual! Hahaha! E tenho um penpal (deveria ser emailpal nos dias de hoje, né?) na Sérvia, fizemos contato através do Postcrosing

2º Diga uma coisa que o leitor diga: "Uau, eu nunca ia saber disso!"
   Eu fui apaixonada pelo professor de matemática na quinta série e era ótima nisso, assim como era ótima em física até a oitava série, adorava estudar ondas, tinha uma parte de química que gostava muito e comecei a estudar genética desde o primeiro ano (dois anos antes do resto da cidade, fugindo das aulas de inglês e por interesse próprio). Se certos eventos não tivessem ocorrido e eu não tivesse virado rebelde sem causa, ainda estaria me entendendo com esses assuntos de exatas e talvez estivesse terminando um curso de Arquitetura ou Computação hoje, e não Comunicação.

3º Diga uma coisa que o leitor vai dizer "O quê?" e vai ficar de boca aberta! 
   Eu não me vejo mãe, não quero ter filhos, não sei o que fazer com uma criança muito pequena, além de achá-la fofa à distância, fico desconfortabilíssima com um bebê nos braços e não sei como brincar com nenhuma delas. Meus amigos sabem que não tenho nenhum interesse em ser mãe, mas acho que nem todos  sabem dessa "aversão" (mil aspas aqui, não tenho problema nenhum com crianças, simplesmente não sei interagir com elas e certas coisas, como pegar um bebê, me apavoram, porque acho que vou derrubá-lo ou "quebrá-lo"). Talvez seja um trauma, talvez minha carga genética esteja quebrada e o instinto materno não veio no pacote. I'm not mum material and I'm happy that way.
Indicando:
Je Suis Diva
Diva Genérica
Penteadeira
(Só tem diva na minha lista! Hahaha!)


Share/Bookmark

Comic House traz Paulo Ramos para noite de autógrafos (22/05)

18 de mai de 2010

UPDATE
Já que o twitter insiste em republicar esse texto, aviso logo que Paulo Ramos veio em Maio e foi um sucesso! Não sobrou um livro pra contar a história e, além do Bienvenidos, o Leitura dos Quadrinhos que eu também queria voou rapidinho.


A exibição do documentário sobre Luzardo também foi excelente, uma ótima chance de mostrar o talento que temos aqui em João Pessoa. Ele ainda faz suas "charges murais" no Centro, além do estúdio de gravação em metais.


As fotos que eu tirei do evento não estão lá com muito boa qualidade, mas podem ser visualizadas aqui (e uma delas foi parar no Blog da Veja, ó!)

VOLTAMOS COM A PROGRAMAÇÃO NORMALApós o lançamento do livro Bienvenidos - Um Passeio Pelos Quadrinhos Argentinos em Santos (15.05), Rio (17.05) e São Paulo (20.05), o jornalista e professor universitário Paulo Ramos virá a João Pessoa, para uma noite de autógrafos promovida pela Comic House.

[pausa] Viram como estou toda jornalista hoje? [/pausa]

O evento acontecerá no sábado, dia 22 de maio, na Comic House, com início às 18h e não se deterá no lançamento do livro. Na mesma noite será exibido o documentário Traços de Vida, de Niu Batista, sobre o cartunista Luzardo Alves.

A capa - linda, diga-se de passagem* - foi feita pelo quadrinista Liniers, autor das tirinhas Macanudo e o livro veio para mostrar que há mais nos quadrinhos argentinos do que Mafalda.

A Comic House fica no empresarial Esquina 200, Av. Nego, 200, no térreo. A lente da minha pequena câmera espera registrá-los lá!

*E lá se foi a minha imparcialidade jornalística.

Blog dos Quadrinhos (por Paulo Ramos): http://blogdosquadrinhos.blog.uol.com.br/

Contato - Comic House
Twitter: @comic_house
Blog: Comic House - Blig
e-mail: comichouse@ibest.com.br
Telefone: 3227-0656

** Eu estava pensando numa pauta de entrevista para fazer com o Paulo Ramos, mas li esta e esta e agora estou sem idéias! Quem quiser colaborar e deixar perguntas para ele nos comentários, por favor, be my guest. ;)


Share/Bookmark

Dia 6 - Conhecendo a UFF

16 de mai de 2010

05.04.2010
Um dos meus principais objetivos na viagem para Niterói era conhecer a Universidade Federal Fluminense (ou, ao menos, o campus aonde eu assistiria aula, porque a universidade tem diversos campi espalhados por Niterói e outras cidades) e os professores da pós-graduação de Comunicação e Cinema.

Entrei em contato com alguns deles por e-mail e fui informada de uma reunião que aconteceria no IACS - Instituto de Arte e Comunicação Social -, felizmente próximo ao prédio do namorado.

Chegamos lá, descobrimos aonde era a sala da reunião e ficamos esperando que ela terminasse, para eu conversar com o professor. Era uma manhã-quase-tarde chuvosa e não tínhamos muito o que fazer a não ser observar os arredores. A conclusão que chegamos é que o curso de Comunicação Social é escanteado seja lá onde for. Bonita a foto antiga, né? O prédio ainda é o mesmo, mas está mais mal cuidado do que na foto. Os professores com quem me encontrei falaram que não falta equipamento. Eles têm laboratórios completos, estão com aparelhos de ar-condicionado novos sobrando (que estão estragando ao relento, porque eles não podem doar e os responsáveis não os removem para instalar em algum outro lugar que esteja precisando), o conceito do curso no MEC é cinco - conceito máximo. Mas a estrutura que é bom, está em falta. O prédio necessita de reformas urgentes e o curso carece de salas de aula.

No Decom, da UFPB, não é muito diferente. Agora estão construindo um prédio novo, então pelo menos salas de aula temos. Mas o bloco mais recente, carinhosamente apelidado de microondas, é apenas uma maquiagem de um prédio velho, cujas fiações são um verdadeiro desastre e - adivinha - pouco foi feito a respeito. Muitas salas precisam de ar-condicionado, mas possuem ventiladores que mal funcionam (ou tiveram um curto-circuito por causa da fiação) e as passagens de ar são inexistentes. Os computadores dos laboratórios são verdadeiras lástimas e há cadeiras laboratoriais que nem laboratório têm. Mas o prédio novo e a discussão do Projeto Político-Pedagógico que está acontecendo esta semana me dá novas esperanças. Minha única tristeza é que isso está acontecendo no período que me formo. Se tudo der certo, haverá milhares de novidades boas que não poderei aproveitar como graduanda - infelizmente. Vai ter disciplina de HQ, de games, de produção para TV (sem ser jornal)...

Mas voltando para minha viagem [digressão mode on].

Observei também que certas coisas estão presentes em todo canto. Algumas vezes falo do jeito que certas mulheres se vestem aqui. Logo na entrada do IACS me deparo com uma garota usando uma camiseta que nada tinha a ver com a saia jeans plissada, que nada tinha a ver com seu corpo, que nada tinha a ver com a grossa meia-calça preta que ela usava, finalizando com um par de chinelos Havaianas. Ó... até dava para ignorar o conjunto da meia-calça com a saia com a blusa com a mochila totalmente desconjuntados. Mas meia-calça com sandália de dedo não dá para ignorar. O namorado vinha falando que achava as mulheres lá mais arrumadas que aqui e, até aquele momento, eu tinha que concordar, pelo menos dentro do campus de Arquitetura e no self-service em que almoçávamos. Mas aquela combinação, pra mim, pesou. Cadê o Esquadrão da Moda quando precisamos dele?

O pior é que eu sei que tem gente que se veste mal propositalmente. É algum tipo de afirmação, protesto ou sei-lá-o-quê. Eu acho que dá para impôr nossa personalidade sem seguir moda e sem se vestir mal. Isso foi outra coisa que vi - e admirei - na viagem: gente que faz a roupa trabalhar para si ao invés de virar escravo da moda.

O mais interessante do dia foi a visita ao IACS. Os professores com quem conversei foram muito simpáticos e receptivos e ainda bem que eu tava com o namorado, porque tive uma crise de timidez e ele me ajudou a levar a conversa, para saber tudo o que eu precisava. Todos ali trabalhavam com Cinema Latino-Americano, que não é minha praia teórica, e me falaram que estão tentando desvincular o Cinema das outras áreas e criar um departamento próprio, pelo menos na pós-graduação. Isso seria vantajoso porque talvez aumentasse o número de bolsas para os estudantes e facilitaria na hora da seleção. Os projetos enviados para a seleção de mestrado de Cinema seriam avaliados pelos professores de Cinema, o mesmo valendo para Comunicação e Mediação e para Tecnologia da Informação e da Comunicação, as três principais áreas da pós-graduação em Comunicação da UFF.

Voltamos sob uma fina garoa, a fim de almoçar no campus da Praia Vermelha. Namorado vai pra aula, eu fico em casa estudando. Penso em sair para dar uma volta na praia com um amigo dele no fim da tarde, mas a chuva me faz desistir do convite.

No dia seguinte, eu iria ao Campus Gragoatá, aonde fica o Instituto de Letras, assistir aula de um dos professores da pós de Cinema, que trabalha numa das minhas aulas de interesse. Às 21h, no entanto, perdemos o acesso à internet. Ainda bem que agora tínhamos televisão. Tarde da noite, falta luz para completar o pacote. Para nós, era tudo só um incômodo que seria resolvido no dia seguinte. A chuva nos proporcionou o friozinho e o barulhinho agradável para dormirmos tranquilos.

Mal sabíamos que, no dia seguinte, o mundo desabaria. (Dia 7 | Dia 8)

*Imagem antiga do prédio via tout_doucement no Fotolog.
*Imagem nova do prédio via andressa1088 no Flickr.
Os outros dias:


Share/Bookmark

Géis Lubrificantes

14 de mai de 2010

Estava preparando meu lanchinho da tarde quando a campainha toca. Sedex, com mais uma caixa de produtos da Prudence para eu testar. Desta vez, a encomenda continha 5 caixas de gel lubrificante. Quatro delas trouxeram tubos individuais, com 60g cada. Um gel básico, inodoro, um gel com aroma de hortelã, um com aroma de morango e um de morango que esquenta. A quinta caixa contém quatro sachês de gel, cada um de um "sabor", com 5g cada.

Achei bem legal e meu único problema é ter que esperar um mês para emitir o parecer a respeito. Só tenho um comentário a fazer a respeito dos produtos: como assim não é comestível? No meu entendimento, todo e qualquer lubrificante íntimo deveria permitir a ingestão, pelo menos em pequenas quantidades.

Ok, posso estar exagerando. Conheço gente que comeu sabão quando criança e ainda tá aí, vivinho e, teoricamente, saudável, então colocar um pouquinho de glicerina, propilenoglicol e benzoato de sódio pra dentro não pode fazer muito mal, pode?

Até porque isso tudo vai entrar em contato com mucosas, que absorvem os elementos. Já ouviu falar em contracepção hormonal intra-vaginal?

Mas chega de aula de ciências! Vamos à foto! =D


E vamos ao próximo ponto interessante. Já que eu ganhei 4 tubos grandes, decidi sortear os sachês! Assim outra pessoa terá a chance de testar os lubrificantes também. Vai funcionar assim:

  1. Clique aqui e leia as regras.
  2. No post anterior ou neste, preencha a caixa do Contest Machine.
  3. O que eu espero que aconteça: no dia 6 de junho, serão sorteados dois ganhadores: um para o kit de camisinhas + dado e um para o kit de lubrificante + camisinha.
  4. Se der errado e os dois prêmios forem para apenas um ganhador, ele levará o kit camisinhas + dado e sortearei o outro entre os outros participantes através do Random.org.



Estamos entendidos? Qualquer dúvida, pode perguntar nos comentários.

A promoção no Twitter continua até amanhã!


Share/Bookmark

Promoção para o dia dos namorados

13 de mai de 2010

Eu ia guardar esta promoção para o dia 6/9 (por razões óbvias), mas existe o risco de não ter o que sortear até lá, então vou fazê-la agora. Afinal, quem não quer estar garantido(a) para a comemoração do dia dos namorados? Ou mesmo para depois. Eu não sou do tipo que comemora o 12 de junho, mas este é um presente que eu adoraria ganhar!

Vou sortear um kit de camisinhas Prudence + um dadinho sexy, a começar de hoje!

Da Rulez

  1. Os participantes precisam ter, no mínimo, 18 anos de idade. Eu sei, menores de idade também fazem sexo e também precisam usar proteção, mas eu não quero encrenca, até porque não estou sorteando só as camisinhas. 18 anos. Ponto.
  2. A promoção começa hoje, 12.05.2010 e vai até o dia 05.06.2010.
  3. Entrarei em contato com o ganhador por e-mail e ele ou ela terá três dias para responder. Findo o prazo, farei o sorteio novamente.
  4. Os participantes devem preencher o formulário com data de nascimento, nome e e-mail.
  5. Não é necessário ser seguidor do blog (mas quem quiser ser me deixará feliz).
  6. É permitida a participação de pessoas de qualquer lugar do Brasil.
  7. Só será permitida a participação de moradores de fora caso eles arquem com as despesas de envio do prêmio.
  8. Só será permitido um cadastro por e-mail.




É isso. O computador deu pau, então subo a imagem do prêmio mais tarde. Serão três pacotes de camisinha, uma de Uva, uma de Morango e uma tipo Efeito Retardante. Até agora só avaliei a de morango, você pode ver aqui.

Se o ganhador ou ganhadora quiser escrever um texto sobre as camisinhas, ficarei mais do que satisfeita em publicá-lo aqui. =)

Se você acompanha o blog via leitor de feeds ou por e-mail e  a caixa de cadastro não apareceu, clique aqui e participe!

Promoção no Twitter ENCERRADA

Deu a louca em mim e resolvi fazer uma promoção no twitter. Não precisa seguir meu perfil, basta divulgar o link http://migre.me/EA4G até as 20h de hoje (13.05.2010). Vou dar um kit Wave + Frisson para quem ganhar.  SORTEADO! A ganhadora foi @vihmilanesi e vocês podem ver o resultado do sorteio aqui: http://sorteie.me/jPy.
 

Para sexta:  Mesmas regras, mas desta vez será um kit Morango + Chocolate. A Virgínia havia sugerido Chocolate+Hortelã, mas só tenho um pacotinho da de Hortelã, aí fiquei com pena. Vai até as 21h, porque estou magnânima. A URL a ser divulgada é: http://migre.me/ES5e SORTEADO! Quem levou foi o @mbrunno. Link do sorteio: http://sorteie.me/kc2. Como o Brunno não entrou em contato comigo, ressorteei o kit e quem levou foi a @witchris. Link do ressorteio: http://sorteie.me/kha.



Para sábado: Último sorteio que farei no twitter, com um kit Banana +Anatômica. Ia ser Banana+Maracujá, mas acontece que acabaram os pacotes da de Maracujá (ou eu deixei em Niterói, não lembro). A URL de Sábado será: http://migre.me/ES81 e farei o sorteio também às 21h, a não ser que eu saia de casa antes disso. Aí aviso no twitter e faço o sorteio quando voltar. SORTEADO. Quem levou foi o @allyssonviana. Link do sorteio: http://sorteie.me/kh5



Boa sorte! =D


Share/Bookmark

Dia 5 (II) - Vagão Beer & Food

10 de mai de 2010

04.04.2010
Saindo da Feirarte, fomos ao restaurante Vagão Beer & Food, por sugestão e insistência do priminho do meu namorado. Pense num garotinho de 3 anos que sabe escolher o jantar! =) O restaurante é muito interessante: é ambientado num vagão de trem, todo de madeira, com mesas para duas ou quatro pessoas. Há também mesas fora do vagão de trem e uma parede revestida com os mais diversos tipos de cerveja, especialidade do local.

O próprio local já vale a visita, mas nossos estômagos não se deixavam enganar. O meu não estava nem aí para como o lugar era diferente e interessante, queria era ver a carne. O menu de especialidades chamou a atenção, cada prato vinha bem detalhado, inclusive informando quantos gramas de carne seriam servidos. O restaurante serve, principalmente, comida australiana, pelo que li, mas confesso que achei que fosse americana, de início. Há também pratos brasileiros. O que escolhemos foi o Filet Baldwin Especial, nada menos que meio quilo de filé mignon (ok, não lembro se era isso tudo, mas era muito e pedimos um desses para duas pessoas - 250g/cada, no caso) com molho de queijo gorgonzola, acompanhado de batatas fritas e arroz com queijo, cenoura e castanhas. Preciso dizer que minha refeição seguinte foi o café da manhã de segunda-feira?

O menu de cervejas não deixa à desejar, possui um monte de opções, algumas novas para mim, mas passamos os alcóolicos. Sem problemas durante a espera dos pratos: além das câmeras fotográficas, três televisores de LCD exibiam cada uma programação: um DVD de clipes antigos e dois jogos de futebol. Também não é muito difícil entreter crianças, pois o estabelecimento dá um livrinho de colorir e fornece um baldinho com giz de cera - azul para os meninos, vermelho para as meninas.

Depois de uma ótima manhã de comprar e de um almoço que foi uma prazerosa e saborosa experiência, recheada de fotos que infelizmente não chegaram às minhas mãos, pegamos a estrada para Niterói.

A Volta
Poupa-los-ei dos detalhes. Foram três ou quatro horas dentro do carro por causa do engarrafamento. Felizmente eu dormi a maior parte desse tempo (santo ombro do namorado). Sei que, independente de trânsito congestionado por causa de feriado ou falta de roupa, gostaria muito de ter tido mais um fim de semana numa cidade tão linda, tranquila e geladinha. Teresópolis consta na minha lista de melhores viagens, definitivamente.

Lembranças
Quando criança, fui à Teresópolis uma vez. Morava em São Paulo ainda e fomos passar uma páscoa lá. (Que coisa - este ano também!) Não lembro de muita coisa, só que a pousada que ficamos era muito boa, visitamos um museu que tinha uma locomotiva antiga e foi quando descobri que nem todas as princesas seguiam o padrão Disney. Havia uma pintura da Princesa Isabel, se não me engano, e choquei quando meu pai disse que sim, ela foi uma princesa e que era feia daquele jeito. Lembro também de comprar uma roupinha de frio pra minha boneca Barbie na Feira do Alto.
*Se eu achar fotos, digitalizo e coloco aqui*

Localização do Vagão
O restaurante possui uma "estação" em Teresópolis, na Av. Lúcio Meira, 855 e outra em Itaipava, na Est. União Indústria, 11.000 lj. 105A. Ambas funcionam a partir das 18h nas quartas e quintas-feiras e a partir do meio-dia às sextas, sábados e domingos. Se for à Teresópolis ou Itaipava, não deixe de visitar! Gastronomicamente falando, esse foi o ponto alto da viagem.


O site não deixa por menos, possui fotos, mapas, cardápio e lista de cervejas: http://www.vagaobeer.com/new/

*As fotos foram extraídas do site Vagão Beer & Food.
Os outros dias:
Dia 8 - Mais chuvas, quedas de energia e o inevitável retorno

Quer me ajudar? Clica aqui e responde um questionário sobre HQ e Cinema. Curtinho, juro!


Share/Bookmark

Dia 5 (I) - Feirarte

9 de mai de 2010

04.04.2010
Já mencionei a Feirarte - Feirinha do Alto de Teresópolis, lugar ótimo para quem quer comprar roupas, bijus e acessórios. Foi nossa primeira parada no passeio dominical antes de voltar para o Rio.

A Feira é composta por diversas barracas (cerca de 700) e, como já dito, várias lojas de shopping nasceram ali. Os preços são ótimos e a qualidade é boa, mas não deu para eu me esbaldar. O orçamento curto nem foi a única razão: a maior parte das roupas eram de inverno, afinal a estação já se aproxima.

Muitas das barracas aceitam cartão de crédito mas, por via das dúvidas, é sempre bom ter dinheiro vivo em mãos. Até porque fica mais fácil de conseguir algum desconto (não que eu ache necessário, os preços são realmente bons).

Nem preciso dizer que enlouqueci, querendo morar ali pra poder comprar tudo e usar, né? Não é novidade que gosto de um climinha frio e adoro me vestir de acordo. Meu namorado foi com o tio e o priminho para o parque, enquanto fiquei perambulando com as tias dele. Não voltei de mãos vazias. Adquiri uma linda regatinha por R$ 10, uma echarpe maravilhosa, com uns fios dourados, por também R$ 10 e um colarzinho de pérolas falsas, desses de dar nó, por R$ 5. Ah, sim! E minha linda saia de cintura alta por R$ 20!
*Fotos em breve*

Depois de alguma perambulação, o primo estava de saco cheio, queria a mãe e queria ir embora. Tínhamos feito nossas compras e partimos para o Vagão, um restaurante temático de Teresópolis muito interessante. No caminho, recebemos presentes de Páscoa muito legais. Ganhei uma linda pulseira de pérolas com strass, minha atual xodó, foram distribuídas camisetas para os homens e a tia se deu um anel muito bonito, assim como o que deu para a irmã. Achei bem melhor que chocolate, vou confessar. =D

Localização
A Feira funciona aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 18h, na Praça Higino da Silveira - Alto.
A página Feirinha do Alto - Como Chegar disponibiliza um mapa para os visitantes.


*A foto da feira foi retirada do site http://feirinhadoalto.com.br/
Os outros dias:


Share/Bookmark

Aviso

7 de mai de 2010

Tive um pequeno problema de BIOS* aqui no blog, mas já coloquei o célebro pra funcionar, ajeitei as coisas e até incluí umas novidades. Além dos posts relacionados com o LinkWithin, os textos também podem ser compartilhados com o AddToAny. Aí vai da vontade de vocês mandar via e-mail, twitter, facebook, buzz e etc. para quem convier.

Em breve concluo o diário de viagem e volto com o roteiro (a)normal do Excentricidades. Este texto ficará no ar enquanto não tenho tempo de escrever (a monografia me chama). Para coisas breves, o Fernandices está no ar. Até breve!


*Bicho Idiota Operando o Sistema (ou seja: a culpa do blogger não abrir era minha)


Share/Bookmark

Ausência

2 de mai de 2010

Chegou em casa tarde naquela noite. Tirou os desconfortáveis sapatos antes mesmo de fechar a porta, apoiando-se na maçaneta. Deixou-os na sala, amanhã guardaria, e seguiu para o quarto com passos leves e rápidos pelo chão frio.

Ele estava sentado diante do computador e a recepcionou com seus grandes olhos e um sorriso carinhoso, que ela recebeu com alívio depois do dia que tivera.

Disse-lhe que tomaria um banho rápido, depois iriam para a cama e assim o fez. Voltou para o quarto relaxada após a ducha quente e deitou-se ao lado dele. Deixou que o peito macio aquecesse suas costas, confortou-se com o braço que passava pela cintura e, sentindo que estava em casa, inspirou fundo o aroma amadeirado que ele exalava e que tomava todo o ambiente.

Inspirou até que não sentiu mais. O quarto esfriou. O peso do braço era imperceptível. Nas suas costas, só o vento gelado. Não havia vincos nas cobertas ou o peso da cabeça dele no travesseiro. No ar, nada do aroma reconfortante, só o cheio asséptico do lustra-móveis. Ele esvanecera, tal qual fumaça.

*Imagem por Meaghan Thomas, no Flickr


Share/Bookmark

Spartacus: Sangue e Areia

1 de mai de 2010



- Cara, você viu 300?!
- Se vi! Umas trocentas vezes! Deu até vontade de fazer algo parecido!
- Como o quê?
- Sei lá, produzir uma série para a TV...
- Será que não fica batido? Afinal, a Batalha das Termópilas foi só uma e talz.
- Ah, eu aproveito que Roma fez sucesso e encaixo. Coloco um gladiador, sei lá! Todo mundo gosta de gladiadores.
- E joga Leônidas lá no meio?
- Não, pô! O cara já morreu! A gente faz assim: usa o visual de 300, numa história que se passa na Roma antiga, trazendo um guerreiro de uma vila menor como escravo para morrer na arena, só que ele se sobressai aos outros.

*****
Eu tenho certeza (ok, não tenh;, mas para efeito de texto, eu tenho) que rolou algo assim quando Steven S. DeKnight resolveu criar a série Spartacus: Blood and Sand. Não confundir com o filme de 1960. Há um escravo de nome Spartacus que vira gladiador e lidera uma revolta, mas as semelhanças param por aí.

O que não quer dizer que seja ruim, em absoluto! Um herói lutando pela honra, civilizações antigas, gladiadores, sangue, guerra, romance (e sexo) e intrigas. É o enredo mais antigo, mais batido do mundo, mas se bem executado, acho difícil ficar ruim. E Spartacus... tandandandan! É bem feito.

Ou talvez seja o efeito de tudo aquilo junto num telão, som surround e corpitchos bonitos lutando por suas vidas. Porque tem seus pontos negativos na produção e tem um buraco no roteiro do primeiro episódio. Vou falar do primeiro. Não vou falar do segundo, que não vou fazer spoiler. But be warned.

Como conheci a série
Estava eu conversando num domingo modorrento com um amigo, @dimitribessa, matando nossos tédios e a ressaca dele com uma Coca-Cola, quando enveredamos por séries filme e afins. Eu falando das produções para menininhas. Acho que falei de Escalpo, da Vertigo. (Sim, séries, cinema e HQs: tudo a ver. Quem disser que não, apanha.) Eu não gostei. Machão demais. Mas sugeri, porque ele poderia gostar. E aí seguimos falando de produções para "menininhos" (palavras dele).

Dimitri citou a série, mas salientou que eu talvez não gostasse. E contou como era uma história dum gladiador na Roma antiga, com muito sangue, que até lembrava 300, visualmente. Aí eu digo: "Oi? Você lembra o tema da minha monografia?!" Que se segue de um: "Ah é!" e uma risada, além da promessa de trocarmos DVDs de séries.

Aí a gente esqueceu de levar os DVDs quando foi se encontrar, mas sabendo que minha mãe também gosta do gênero, já falei pra ela que disse: "Eu vi a chamada na TV, mas o povo parecia ser todo feio. Não quero ver uma série com gente feia." Eu ri. Muito! E sugeri que ela desse uma olhada na internet. E ela descobriu que o povo não era feio, se empolgou e baixou a primeira temporada toda!

Ontem à tarde, no intervalo dos estudos, resolvi dar um pulinho no quarto da minha mãe pra encher o saco dela e ela estava assistindo a série. Me joguei na cama e fiquei lá, presa pela história. De repente, pergunto sobre um fato específico, ao que ela responde: "São 12 capítulos de história, pegue a série e vá assistir."

"São quantos depois desse?"

"Esse é o último da temporada."

E eis que assisti o último episódio antes do primeiro, visto hoje à tarde.


Considerações
A história é muito interessante! Temos os lideres de aldeias da Trácia que firmam um acordo com os romanos para derrotar os inimigos da Trácia (que eu esqueci o nome) e depois ajudá-los com a invasão grega. Os romanos traem os trácios quando as aldeias deles estão prestes a serem invadidas, os guerreiros se rebelam e voltam para defender suas terras, que caem. O futuro Spartacus salva sua esposa, mas é encontrado pelos romanos, que levam os poucos desertores vivos de volta à Roma, escravizados, para morrerem na arena de Cápua. Mas o guerreiro, sem nome até então, sobrevive, recebe "misericórdia" do senador e o nome Spartacus, em referência a um antigo rei trácio, que supunha-se que lutava com igual garra.

Tem umas coisas chupadas e cuspidas diretíssimo de 300. Todo o uso de sangue, algumas vezes até desnecessário, certas paradas nas imagens, a trilha sonora!... O sangue, como o próprio título da série diz, é elemento primordial. Acho que tentaram e não conseguiram fazer dela um elemento de arte, como é a idéia em 300 - filme e HQ. No entanto, como na obra citada, até que funciona como elemento de ligação. Os guerreiros trácios também lembram muito os espartanos. Andando na neve de peito nu, a capa vermelha, o escudo redondo, a "macheza" toda. Além do quê, a cor poderia ter sido toda atribuída à Lynn Varley, colorista que trabalha com Frank Miller.
Vai dizer que não?!

Algo que gostei muito foi o efeito de transição de cenário, que dá uma acelerada na história como que dissesse "este personagem passou pelos lugares B e C antes de chegar a D, saindo de A, mas não aconteceu nada importante aqui". Ao mesmo tempo que dá uma dimensão maior ao deslocamento do personagem, poupa tempo e embeleza visualmente a narrativa.

Além de toda a guerra, cabeças cortadas, sangue, clamores por sangue e honra e violência, há as intrigas políticas e pessoais, como não podia deixar de ser numa obra que se passa em Roma. Seguindo o exemplo da série Roma, também tem cenas de sexo espalhadas pelo episódio, além da "sugestão" de libertinagem.

No mais, é uma série legal, empolgante e que, talvez, se você só viu 300 uma vez e não está analisando a obra para um trabalho de final de curso, não ache tantas semelhanças quanto eu encontrei. Bom, talvez ache, porque afinal leu meu texto - eu presumo. Se filmes como 300, Gladiador e outros do gênero, além de séries como Roma, lhe agradaram, vai por mim: Spartacus vale o seu tempo. =)

E que venha a segunda temporada!

*Imagens: [1] [2] [3] [4]
*O link [2] leva para uma resenha da série em inglês, de um estudante de história, que encontrou os mesmos elementos que eu e têm um link para assistir um episódio online.


Share/Bookmark
Related Posts with Thumbnails